Videos'do Editor

Homens que fazem sexo casual produzem esperma de melhor qualidade, diz estudo

Homens que fazem sexo casual produzem esperma de melhor qualidade, diz estudo
Homens que fazem sexo casual produzem esperma de melhor qualidade, diz estudo Foto: Marcelo Theobald / Extra/Agência O Globo/Arquivo


Homens que fazem sexo casual têm mais chances de atingir o orgasmo mais rapidamente e produzem esperma de melhor qualidade, descobriram cientistas da Faculdade de Wooster, em Ohio, nos Estados Unidos. Em novo estudo, pesquisadores verificaram que a saúde do sêmen — que envolve volume do líquido seminal e quantidade, movimento e estrutura dos espermatozoides — é melhorada quando o indivíduo tem relações sexuais com mulheres desconhecidas.
“Nossos resultados são os primeiros a demonstrar que o comportamento e a composição da ejaculação masculina podem se alterar em resposta a um novo estímulo do sexo feminino”, escreveu a equipe no periódico científico “Evolutionary Psychological Science”.
O estudo envolveu 21 participantes, todos homens heterossexuais com idades entre 18 e 23 anos. Cada um forneceu sete amostras de sêmen ao longo de 15 dias. Os voluntários não tinham histórico de disfunção sexual, doenças nos testículos ou infecções sexualmente transmissíveis, e também não usavam medicações nem fumavam.
Cada participante assistiu a filmes de sexo explícito, envolvendo um ator e uma atriz, em uma sala privada, mais ou menos na mesma hora do dia a cada 48 a 72 horas. Os vídeos tinham três minutos de duração e foram reprisados até que o homem ejaculasse.
Seis filmes contavam com os mesmos atores, mas diferiam nas performances sexuais mostradas. Um sétimo vídeo, por sua vez, apresentava o mesmo ator, mas uma nova atriz, com características faciais e corporais diferentes da primeira.
Cada homem anotou a hora em que começou a assistir os filmes e quando ejaculou. Os pesquisadores, então, analisaram as amostras de esperma para determinar a saúde do fluido.
"Em nosso estudo, os homens produziram esperma de maior qualidade quando expostos à atriz diferente, mais do que quando assistiram à mesma mulher várias vezes. Além disso, eles ejacularam mais rapidamente”, afirmam os cientistas.
Segundo a pesquisa, as descobertas sugerem que os homens “preferencialmente investem mais” em situações sexuais com parceiras desconhecidas. Uma razão para a produção de “melhor” sêmen nessas condições está associada à competição do esperma e ao desejo evolucionário de garantir um herdeiro.
“Um aumento no número total de espermatozoides móveis pode resultar em uma maior chance de fertilização e em uma maior capacidade de competir com o esperma de outro homem, ao passo que a diminuição no tempo de ejaculação pode diminuir a probabilidade de uma cópula extrapar (com outro parceiro) ser detectada”, diz o artigo.
Os pesquisadores esperam que os resultados do estudo tenham impacto sobre tratamentos de fertilidade e advertiram que a infertilidade masculina pode estar sendo subdiagnosticada. Isso ocorre porque “amostras de esperma usadas ​​para testes de infertilidade são frequentemente recolhidas com o uso de imagens que mulheres parecidas com a parceira do indivíduo”, disseram os pesquisadores.


Extra

Noticias Relacionadas

Nenhum comentário: